A vítima era um homem 66 anos andando em San Telmo olhando para um mapa em seu telefone celular. o ofensor, um uruguaio de 35 anos tem uma história de "agravado pelo vínculo e resistência à lesão autoridade". aqui, o vídeo de sua prisão.

Na tarde de ontem, A polícia da cidade pego em uma Constituição uruguaia criminoso que havia roubado um celular para um turista alemão no bairro de San Telmo.

A vítima acabou por ser um homem de 66 anos, que dirigia o velho San Telmo olhando para um mapa no telefone quando foi abordado pelo ladrão. Ele chegou ao país no início deste mês, e hoje viajou para Montevidéu, e ele planejava retornar a Buenos Aires no fim de semana.

O roubo ocorreu no canto de Cochabamba e Chacabuco. lá, um motorista de táxi viu o ladrão, Depois de lutar com turistas, Ele embarcou em um Chevrolet preto Prisma, que foi então verificado sua propriedade- e ele deixou o raudo saque.

O motorista que testemunhou o assalto começou a seguir o carro, e no caminho, com a visão de um oficial da polícia da cidade, Ele é dado aviso prévio. Staff Rua Bairro Police Station 1E embarcaram no táxi para o Chacabuco 1300, e perseguiu o Prisma, enquanto eu dei rádio móvel aviso para o corte são somados para cercar o carro do atacante.

A prisão ocorreu após uma breve perseguição, quando o autor foi interceptado em Garay e Lima Esta avenida, metros apenas da estação de Plaza Constitución.

Uma vez que um detido, oficiais passou a fazer, testemunhas por, requisição do veículo, e eles encontraram o telefone roubado e uma faca.

Quanto ao ofensor, um uruguaio de 35 anos que possuía documento argentino, a Promotoria de Criminal e Correcional 26, pelo Dr. Patricio Lugones, flagrante delito processo e ordenou sua prisão.

El ladrón tenía antecedentes. El 30 outubro 2018 fue condenado a seis meses de prisión por lesiones agravadas por el vínculo y resistencia a la autoridad, según informaron fuentes judiciales. La pena, al ser menor a los tres años, estaba en suspenso.

Para el hecho producido ayerel artículo 164 prevé una pena que va desde un mes a seis años. Hoy será indagado en la fiscalía.Este verano sucedieron otros hechos delictivos contra turistas. El 20 de enero a las 7 de la mañanaTerence Bulmer, un australiano de 67 anos, fue apuñalado por un hombre que lo hirió a la altura del pecho mientras hacía actividad física en las inmediaciones de la Facultad de Derecho. Fue operado en el Hospital Fernández y estuvo varios días internado en terapia intensiva.

Recibió asistencia del equipo de la Defensoría del Turista de la Ciudad. La investigación del caso recayó en la Unidad Funcional de Instrucción N° 12 de la Capital Federal, a cargo de Martín López Perrando, y la causa se caratuló por “robo y lesiones”. Tres hombres fueron detenidos por el ataque.

A mediados de diciembreun turista británico de 50 años murió tras ser baleado en el pulmón junto a su hijo, de 28, na porta do hotel Faena em Puerto Madero plena luz do dia. Hospital Argerich derivado, Ele morreu pouco depois de chegar.

 

Fuente: Infobae